Pesquisadores da Universidade de Sydney, na Austrália, descobriram que embriões de tartarugas da espécie Pelodiscus sinensis são capazes de se mover em direção a uma fonte térmica mesmo estando dentro de seus ovos. O comportamento dos 800 embriões analisados em laboratório imita animais adultos como os jacarés, que se prostram sob o sol para aquecer o sangue e se enquadram entre os animais ectotérmicos – ou de “sangue frio”.

Os embriões se moveram no interior dos ovos em direção a um aquecedor instalado no exterior das cascas. Conforme os cientistas alteravam a posição do aparelho, verificavam que os embriões “seguiam” a fonte de calor. Segundo o pesquisador Rick Shine, esse comportamento pode se justificar porque o aumento da temperatura os ajuda a nascer mais cedo ou por trazer benefícios à saúde das tartarugas. O que os cientistas não fazem ideia é como os embriões conseguem se mover dentro de seus ovos mesmo não tendo patas.

FONTE: http://www.criacionismo.com.br/2011/05/embriao-se-move-dentro-do-ovo-em-busca.html

by Luiz Pinheiro

Anúncios