Você sabe quem foi C. S. Lewis?? Sim?? Não?? em dúvida??/já ouvi falar! talvez você já tenha assistido “As Crônicas de Narnia”, mas nunca se deu conta de quem deu Origem a esse belo filme…! Sim… foi ele mesmo! C. S. Lewis, autor de grandes clássicos da literatura mundial. 

Segue abaixo pequenas citações de um de seu grandes livros!

“Critica ao Cristianismo Puro e Simples”

“Não devemos nos preocupar com os irônicos que tentam ridicularizar a esperança cristã do ‘Paraíso’ dizendo que ‘não querem passar a eternidade tocando harpa’. A resposta que devemos dar a essas pessoas é que, se elas não entendem os livros que são escritos para adultos, não deveriam palpitar sobre eles. Todas as imagens das Escrituras (as harpas, as coroas, o ouro etc.) são, obviamente, uma tentativa simbólica de expressar o inexprimível. (…) As pessoas que entendem esses símbolos literalmente poderiam pensar que, quando Cristo nos exortou a ser como as pombas, quis dizer que deveríamos botar ovos.”

“Ele opera em nós de diversas maneiras: não apenas dentro dos limites do que chamamos ‘vida religiosa’, mas também por meio da natureza, do nosso próprio corpo, dos livros, e às vezes inclusive mediante experiências que poderiam ser vistas (na hora em que aconteceram) como anticristãs.”

“Com quase toda certeza, Deus não está no tempo. A vida dele não consiste de momentos que são seguidos por outros momentos. Se um milhão de pessoas oram para Ele às dez e meia da noite, Ele não precisa ouvi-las todas no instantezinho que chamamos de dez e meia. Dez e meia, ou qualquer outro momento ocorrido desde a criação do mundo, é sempre o presente para Deus. Para dizê-lo de outra maneira, Deus tem toda a eternidade para ouvir a brevíssima oração de um piloto cujo avião está prestes a cair em chamas.”

Sobre C. S. Lewis: Nascido em Belfast, Irlanda do Norte, em 29 de Novembro de 1898, Clive Staples Lewis, cresceu em meio aos livros da seleta biblioteca particular de sua família, criando nesta atmosfera cultural um mundo todo próprio, dominado por sua fértil imaginação e criatividade. Sua educação foi iniciada por um tutor particular, e mais tarde no Malvern College na Inglaterra. Em 1916, aos 18 anos de idade, foi admitido no University College, em Oxford. Seus estudo foram interrompidos pelo serviço militar na I Guerra Mundial. Em 1918, retornou a Oxford.
Lewis tem sido chamado o porta-voz não oficial do cristianismo, que ele soube divulgar de forma magistral, através de seus livros e palestras, onde ele apresenta sua crença na verdade literal das Escrituras Sagradas, sobre o Filho de Deus, sua vida, morte e ressurreição.
Tornou-se popular durante a segunda guerra mundial, por suas palestras transmitidas pelo rádio e por seus escritos, sendo chamado de apóstolo dos ascéticos, especialmente nos Estados Unidos. Suas palestras tocavam profundamente seus ouvintes da radio BBC de Londres.
Lewis notabilizou-se por uma inteligência privilegiada, e por um estilo espirituoso e imaginativo. “O Regresso do Peregrino”, publicado em 1933, “O Problema do Sofrimento”(1940), “Milagres”(1947), e “Cartas do Inferno” (1942), são provavelmente suas obras mais conhecidas. Escreveu também uma trilogia de ficção científico-religiosa: “Longe do Planeta Silencioso” (1938), “Perelandra” (1943), e “That Hideous Strength” (1945). Para crianças ele escreveu uma série de fábulas, começando com “O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa” em 1950. Sua autobiografia, “Surpreendido pela Alegria”, foi publicada em 1955.
C. S. Lewis morreu em 23 de Novembro de 1963, no mesmo dia em que o presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy foi assassinado.
É bastante conhecida sua influência sobre personalidades ilustres da nossa época, dentre elas Margaret Tratcher. Seus livros foram lidos pelos seis últimos presidentes americanos e muitos de seus pensamentos citados em seus discursos. Foram vendidas mais de 200 milhões de cópias dos 38 livros escritos por Lewis, os quais foram traduzidos para mais de 30 línguas, incluindo a série completa de Narnia para a língua Russa.

by Luiz Pinheiro

Anúncios